MSA Imóveis - Imobiliária especialista nos bairros de Perdizes, Pompeia e Pinheiros
Pessoas seguram um exemplar de casa e suas chaves para falar sobre qual o melhor consórcio de imóveis.

Qual o melhor consórcio de imóveis?


O consórcio de imóveis é uma das vias que possibilita tornar realidade o sonho do imóvel próprio. Neste artigo, estão algumas informações sobre o que é um consórcio de imóveis, para que serve, como fazer, qual o valor, quando é recomendável fazer e qual é o melhor.

Pessoas seguram um exemplar de casa e suas chaves para falar sobre qual o melhor consórcio de imóveis.
Fonte: Original – MSA Imóveis.

Antes de tomar qualquer decisão, é preciso pesquisar e colher o maior número de informações possível para realizar um bom consórcio. Por ser algo que demanda tempo e dinheiro, o consórcio deve ser o melhor de acordo com as possibilidades e necessidades de cada cliente. É essencial tirar todas as dúvidas pendentes antes de escolher um consórcio. 

O que é um consórcio de imóveis?

O consórcio de imóveis se caracteriza por um grupo com várias pessoas que se unem e colocam um valor determinado por mês em um tipo de conta conjunta. Como essas pessoas não têm o dinheiro para comprar o imóvel à vista, fazer um consórcio é a melhor saída. 

Por meio dos sorteios, as pessoas participantes podem realizar a compra com a carta de crédito, que corresponde à somatória da quantia do consórcio. Além disso, não há taxa de juros. O consórcio de imóveis é regularizado pelo Banco Central, portanto, pode ser feito tranquilamente, pois está dentro da lei. 

A carta de crédito é apenas uma das formas de conseguir adquirir a casa própria em um consórcio. Mais adiante, outras formas serão explicadas para que o leitor tenha em mente as possibilidades presentes nesses consórcios.

Para que serve um consórcio de imóveis?

Ter a casa ou ponto comercial próprio é uma grande vantagem, pois a preocupação com o aluguel ou com imprevistos – como o dono do imóvel pedir para desocupar o local – não acontecerão. O consórcio de imóveis serve justamente para isso, para que o anseio de conseguir seu próprio imóvel seja concretizado.

Para conseguir realizar a compra, a pessoa precisa ganhar a Carta de Crédito nos sorteios que acontecem todo mês. Outra chance de conseguir é pagar as prestações por completo. Por fim, há a opção de fazer lances fixos ou livres que podem fazer com que a compra da casa, do apartamento ou afins seja feita mais rapidamente.

Lance livre

No lance livre, o cliente escolhe a quantia do lance, mas precisa ser de acordo com as parcelas do consórcio que ainda não foram pagas. A pessoa que oferecer o maior lance será a ganhadora.

Lance fixo

O próprio nome já diz: há um valor preestabelecido e os clientes que escolherem essa quantia têm a possibilidade de concorrer entre as pessoas que optaram por esse mesmo lance fixo.

Como fazer um consórcio de imóveis?

Para fazer um consórcio de imóveis é preciso que um grupo de pessoas se reúna e pague parcelas mensalmente. No momento em que o consórcio atingir um valor estipulado, o sorteio é realizado e o participante que ganhar poderá realizar a compra da casa – vale lembrar que essa é uma das formas de realizar a compra através do consórcio.

Um homem segura um exemplo de uma casa.
Fonte: Original – MSA Imóveis. 

O consórcio de imóveis é algo muito sério, portanto, para cuidar de todo o dinheiro, o indivíduo que quiser participar deve procurar uma administradora de confiança. Essa instituição ficará com a responsabilidade de cuidar do dinheiro e também de unir as pessoas que querem fazer o consórcio. 

Quanto custa um consórcio de imóveis?

Os consórcios têm preços variados: existem, em média, os de R$110.000, com parcelas que podem chegar a R$700 por mês, outros mais caros de R$140.000, com parcelas de quase R$890. Quem deseja participar de um consórcio precisa analisar todas as opções e optar pela que mais irá se encaixar na sua realidade, para conseguir pagar as parcelas sem atrasos.

Em relação às parcelas do consórcio de imóveis, elas são calculadas segundo alguns critérios. Eles são:

  • A quantia para a administradora responsável;
  • O valor fixo todo mês para constituir o fundo do consórcio;
  • O seguro, caso aconteça algo como o não pagamento das parcelas por desistência ou pelo falecimento do participante;
  • Para a segurança do grupo, há um fundo que cobre a falta de pagamento, entre outros possíveis problemas.

Todas essas questões são levadas em consideração na hora de calcular a parcela que será paga por mês. É importante confirmar com a instituição responsável se todos esses tópicos estão inseridos, pois eles são fundamentais para a segurança do consórcio. 

Quando é recomendado um consórcio de imóveis?

O consórcio de imóveis é recomendado quando as pessoas não têm pressa em comprar o imóvel, pois eles costumam durar alguns anos, salvo quando se dá lances fixos ou livres. É importante saber essas informações, pois é preciso ter paciência ao participar de um consórcio. 

Qual o melhor consórcio de imóveis? 

Para escolher o melhor consórcio de imóveis, é necessário que o cliente fique atento em relação a alguns critérios. É preciso fazer uma análise completa com calma. 

Um homem está escrevendo e calculando os gastos em um consórcio.
Fonte: Original – MSA Imóveis. 

Pedir dicas e ajuda para algum conhecido de confiança, que tenha feito um consórcio, também é uma boa ideia. A seguir, serão expostas algumas dicas de como escolher o melhor consórcio de imóveis.

Conhecer a administradora responsável

O cuidado na escolha da administradora é uma parte fundamental no consórcio, pois, como já foi citado, ela será responsável por guardar o valor pago todo mês pelos participantes. É indicado pesquisar se algum problema já surgiu nos consórcios com a administração dessa empresa.

Para saber quais administradoras são as melhores, o Banco Central disponibiliza um ranking que contém a avaliação de acordo com o número de reclamações que a administradora já recebeu. É essencial procurar apenas pelas administradoras com uma boa pontuação, dessa forma, a possibilidade de existir erros e problemas no consórcio será bem menor.

Se atentar à quantia da taxa da administradora

Para fazer um bom negócio, é importante unir o útil ao agradável. Procurar por administradoras que contêm uma taxa razoável – nem muito alta nem muito baixa – é o ideal. Nem sempre o mais barato é vantajoso, por isso é necessário pesquisar e fazer uma comparação do ranking de reclamações – citado acima – e do preço que a administradora cobra.

Ler o contrato com atenção

Os contratos podem ser um problema quando não se sabe bem o que está contido neles. O mais indicado é consultar um advogado especialista em questões imobiliárias para entender o contrato por completo. É importante não assinar enquanto as dúvidas existirem.

Buscar o que acontece em caso de inadimplência

É preciso estar ciente das consequências nos casos de inadimplência. Mesmo sem querer, em algum momento, as parcelas podem ficar atrasadas por motivos que fogem do controle e, nesses casos, é preciso estar preparado. Portanto, antes de contratar o consórcio de imóveis, é essencial analisar esse quesito.

Em alguns casos pode acontecer até mesmo a perda do imóvel comprado com o consórcio. Em outros, a multa é muito elevada e vira uma bola de neve. 

Pesquisar o valor dos lances

Os lances podem ajudar o cliente a adquirir o imóvel mais rapidamente. Saber o valor dos lances dos vencedores, para ter uma ideia do quanto precisará dispor se quiser fazer um lance, é muito necessário. 

Conclusão sobre o consórcio de imóveis

As informações acima mostram como deve ser um consórcio de imóveis seguro. A administradora, o pagamento das parcelas e a análise do contrato são partes fundamentais. O consórcio é um investimento, portanto, todos os cuidados devem ser tomados para que a finalidade seja alcançada com sucesso. 

Agora que você sabe o que é um consórcio de imóveis e como ele funciona, basta avaliar a possibilidade de realizá-lo caso queira conquistar sua casa própria. Se surgirem dúvidas, consulte algum representante da MSA Imóveis e acompanhe nossas postagens semanais. Até o próximo artigo!


Adicionar comentário