MSA Imóveis - Imobiliária especialista nos bairros de Perdizes, Pompeia e Pinheiros

CONSTRUÇÃO CIVIL: PASSOS PARA UM FUTURO SUSTENTÁVEL…


“A sustentabilidade é politicamente subversiva. (…). Não pode haver nenhum outro caminho ambiental a não ser o de se tornar sustentável.” Esta frase de Brian Edwards de 2001 retrata o cenário atual e a importância da crescente posição de destaque que a sustentabilidade precisa assumir a cada dia no setor da construção civil.

A construção exerce o papel de base para que sejam realizados projetos efetivamente sustentáveis. A gestão de qualidade, especialmente a que busca uma constante melhoria na forma de estimular processos positivos para o meio ambiente, está diretamente associada com o menor consumo de recursos naturais, a maior produtividade, menor desperdício de resíduos e com a questão da vida útil do projeto.

“A sustentabilidade é uma forma de ampliar a consciência de quem constrói, reforma e compra a sua casa, pois mostra que é possível ser sustentável com pequenas iniciativas.”

Em consequência disso, o edifício idealizado de modo coerente com os conceitos de sustentabilidade, tem sua concepção convertida também numa maneira de incentivar práticas sustentáveis de seus usuários. Como um conjunto de processos, a Associação Brasileira dos Escritórios de Arquitetura (AsBEA) e o Conselho Brasileiro de Construção Sustentável (CBCS) apresentam princípios básicos da construção sustentável, dentre os quais ganham maior destaque processos que privilegiam o aproveitamento passivo de fatores naturais – luz, calor, ventilação -, abandonados muitas vezes hoje em dia por conta dos adventos de energia elétrica e tecnologias de aquecimento e resfriamento artificiais.

A utilização de novas tecnologias, quando possível, é bem-vinda, mas é indispensável que a base para projetos sustentáveis na indústria da construção civil se alinhe com ganhos ambientais, de forma a atar inovações com princípios de fatores naturais.

Considerado um fator indispensável dentro do segmento da construção civil sustentável, é fundamental contribuir para a qualidade de vida e bem estar de todos os usuários do empreendimento. Importante ainda enfatizar sempre que este interesse movido por pessoas que visam a melhoria social a partir da melhoria ambiental deve inevitavelmente ser pautado na ética, existindo um compromisso verídico por parte de todos os envolvidos, sejam eles profissionais ou não.

Por fim, pequenas mudanças adotadas podem trazer grandes benefícios para os empreendimentos, sem grandes impactos, de forma a qualifica-los tanto no âmbito da eficiência sustentável como também na valorização do imóvel, e desta forma contribuir para um mundo mais sustentável impulsionador de uma transformação cultural.

Helena Ribeiro arquiteta e urbanista (FAU Belas Artes, 2017), atualmente responsável por projetos de Arquitetura e Reforma de Interiores em São Paulo. Colaborou recentemente com a dissertação no curso de MBA Construções Sustentáveis Green Building Council do Brasil + InBEC – “A Sustentabilidade na Prática de Projeto Arquitetônico.”

Adicionar comentário